*/

sábado, 1 de dezembro de 2012

Top 5: filmes que "embolam" a mente

Particularmente, eu amo filmes que mechem com o nosso raciocínio logico, que nos fazem pensar, que tem diversas interpretações dependendo do ponto de vista analisado e filmes que não seguem uma ordem cronológica dos fatos. Pode até parecer maluquice isso, mas poucos filmes conseguem realmente bons resultados quando tentam fazer um desses tipos que se acompanhado de um verdadeiro drama então, fica incrível.

Sabe aquele filme que você viu mas que você não entendeu direito e teve que ver umas 3 vezes novamente? Ou aquele filme que você jurava que o Protagonista tinha morrido mas seu amigo morre insistindo que não morreu? O Top 5 de hoje vai ser sobre esses tipos de filmes, mas somente os que eu já assisti. OBS: o autor tem uma mania incontrolavel de "adorar" a filmes assim, portanto se parecer muito bobão melão vendedor, não estranhem. Vamos lá:


1 - Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (2004)

Olha esse título. Na boa, se você visse um título desse na capa você não iria locar? Você certamente já deve ter ouvido falar dele pelo nome de "O Filme Que Jim Carrey Está Serio" - LOL. Enfim, resumidamente, o filme conta a aventura de Joel, interpretado por Jim Carrey. Quando Clementine (Kate Winslet), sua namorada, resolve desistir da tentativa de fazer o relacionamento dar certo, ela participa de tratamento experimental, que retira de sua memória os momentos vividos com Joey. Em depressão, amargurado, enfermizado, e tudo com ADO, Joey decide também fazer parte desse experimento para poder esquece-la, porem, o resultado não é nada benefico e ele acaba encaixando Clementine em momentos que nunca aconteceram e aí já viram né? Um filmaço. Jim Carrey provou que não é um bom ator somente por ser engraçado e sim por sua performance e interpretação da personagem.


2 - Vannila Sky (2001)

Faz tempo que vi esse. Nem me lembro muito bem de alguns detalhes, só me lembro de ficar um bocado de tempo até me convencer de alguns fatos do filme - dá-se um desconto porque eu era novinho, sabe como é. Como a historia é longa e já em sí complicada, David Aames (Tom Cruise) se apaixona por Sofia (Penélope Cruz) aí ficam de boa. Só que Julie (Cameron Diaz), uma peguete dele, começa a morrer de ciumes porque queria muito mais do que apenas sexo com o David. Num súbito ataque, Julie que estava dentro de um carro com David, lança o carro por cima de um viaduto. Ela morre, mas ele sobrevive, com o rosto quase totalmente desfigurado e entra em coma. Resultado, ele fica com uns traumas sinistros e acaba confundindo o que é ou não realidade, o que muda sua vida de forma surreal. É um filme muitíssimo bom - como todos que estou citando - com um final surpreendente e que me fisgou na tela do começo ao fim - sem contar com os comerciais da TV, até eles estavam bons. Se quer um drama bem elaborado e confuso, já sabe.


3 - Um Crime de Mestre (2007)

Alem de filmes que mechem com a mente eu sou fã de filmes de assassinatos e suspenses policiais. Esse filme consegue reunir tudo isso e ainda muito mais. Willy Beachum (Ryan Gosling) é um promotor publico e ele é o fodão porque sempre consegue ganhar um caso só que aí, em um ultimo desafio como promotor, ele acaba com a sua tranquilidade ao pegar o caso de Ted Crawford (Anthony Hopkins) - MITO MITO! - que matou sua mulher por traição. Tudo parecia de boa até por que foi um crime premeditado e confessado só que Ted - MITO MITO - consegue impor labirintos afim de ser absolvido. Parece simples, mas a cada peça que é movida no filme, novas surpresas são reveladas e você certamente vai chegar no final do filme e falar: "Cara, como assim? Peraí, não... Ahn?" dentre outras interjeições. Filme nota 1000!


4 - A Origem (2010)

Lembro que quando saí do cinema, metade da sala pegou o mesmo ônibus pra voltar pra casa e até o motorista entrou no meio da conversa por que não se falava em outra coisa. Se você ainda não assistiu, não vou fazer spoiler. Veja e vai entender os motivos das discussões. Fiquei 1 semana com esse filme na mente e só posso falar uma coisa sobre ele: P-E-R-F-E-I-T-O! Nesse filme, Cobb (Leonardo DiCaprio), é um fugitivo dos EUA e ganha a vida conseguindo segredos valiosos dos outros entrando em seus sonhos. Uau, só pelo enredo já merecia Oscar. Cobb acaba aceitando um desafio na esperança de poder voltar a terra natal e reencontrar sua família. O problema é que esse desafio é mais complicado do que parece e ele acaba formando uma equipe pra entrar em ação. Em um jogo em que um segundo vale uma vida inteira, A Origem é um filme que nos mantem de olhos fixos todo o tempo e que no final nos faz querer revê-lo e outra e outra vez. Destaque para as atuações do DiCaprio - Esse cara é um monstro atuando, tá louco. Um dos poucos que nos fazem sentir o mesmo sentimento que a personagem está sentindo.



5 - A Ilha do Medo (2010)

Assim que terminei de ver o filme corri pro computador e pesquisei no Google "Final de Ilha do Medo". Sério, parece bobagem mas sinceramente foi um dos poucos filmes que me fizeram não ter uma interpretação fixa sobre tudo o que aconteceu. Cara, que filmaço. Que aula de cinema. Bem, Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) vai a um hospital de reabilitação de pessoas perigosas, em uma ilha, investigar o sumiço de uma das pacientes. Lá na ilha, Teddy se depara com diversas informações contraditorias e percebe que está rodeado de mentiras e conspiração. Após querer desistir do caso, ele não consegue sair da ilha por causa de um furacão. Ai começa a brincadeira... Acompanhado do seu parceiro Marshal (Mark Ruffalo) ele investiga todo o hospital. Em meio a todo o filme, há chicotes - que são aquelas quebradas de uma cena para a outra sem prévio aviso ou interrupção, detalhe que eu amo. E esses chicotes ele tem alucinações com sua mulher que foi morta por um dos pacientes desse mesmo hospital e lembra dos momentos em que ele participou da Segunda Guerra Mundial. Enfim, não posso falar mais se não estrago o filme. Pra não me prolongar mais, esse foi um dos melhores filmes que já vi na vida. DiCaprio como sempre me fez sentir o personagem... Que filme, que roteiro, que atuação, que filmagens...



Bem, pessoal. Esse foi o Top 5 de hoje. Se pá, esse vai ter uma segunda parte, após eu ver e rever alguns filmes que aqui se encaixam. Espero que gostem de pelo menos um se não vou ficar achando que sou um péssimo critico de cinema, hahaha. Gostou, concorda ou recomenda um outro filme do tipo?
Falou :-)

3 comentários

Juliana Marques 2 de dezembro de 2012 06:04

Só filmes bons.
Não dá para decidir qual é o meu favorito.

Beijos :)

Paula 2 de dezembro de 2012 20:26

Otimas dicas!
Nao conhecia esse "um crime de mestre"; vou pegar pra ver, pois adoro o Anthony Hopkins!
O Shutter Island, ate hoje eu nao entendo muito bem! kkk preciso assistir de novo.

Beijos, Boa semana!

Felix Costa 3 de dezembro de 2012 06:41

Haha, o Anthony é um mito do cinema, não tem um filme ruim com ele. Alias, eu também tava precisando rever todos aí, sabe :-)

Good week!

Postar um comentário

Seguidores